Ir para o conteúdo principal

Peixes e o coração

Peixes e o coração, Fotógrafo: Arild Juul
Fotógrafo: Arild Juul

O peixe ajuda a reduzir a pressão sanguínea e o índice de colesterol no sangue, sendo que ambos são benéficos a seu coração.

Doenças cardiovasculares são as causas mais frequentes de morte na Noruega. Contudo, uma ingestão maior de peixe pode ajudar a prevenir este fato. O ácidos graxos ômega 3 marinhos que o seu corpo necessita se encontram em peixes gordurosos como o salmão, a truta, o arenque e a cavala. Embora, mesmo num jantar de bacalhau, lhe forneça sua dosagem diária necessária.

  • O ácidos graxos ômega 3 marinhos lhe fornecem veias e artérias desobstruídas, uma vez que existe menos colesterol no sangue. Existe uma clara conexão entre o colesterol excessivo no sangue e um risco aumentado de infarto cardíaco. O motivo para isto é que o colesterol saturado torna as paredes das veias e artérias mais espessas e enrijecidas, deixando menos espaço para que o sangue flua livremente. Quando se dissemina por veias e artérias vitais para o coração, poderá ocorrer um infarto cardíaco.
  • O ácidos graxos ômega 3 marinhos também previnem o sangue de coagular e diminuem a probabilidade de trombose.
  • Os frutos do mar contêm um número de nutrientes que, em conjunto, fornecem um efeito cardíaco favorável. Os frutos do mar também contêm muita taurina, um aminoácido que reduz a pressão sanguínea. O risco de doenças cardíacas aumenta se a sua pressão sanguínea for muito alta, pois o coração tem de trabalhar mais intensamente para que o sangue circule através do corpo. Quando os frutos do mar auxiliam a diminuir a pressão em veias e artérias sanguíneas, o coração possui maior capacidade funcional.

Fonte: Relatório do Conselho Norueguês de Nutrição: “Dietary guidelines to promote public health and prevent chronic illnesses in Norway – Methodology and scientific knowledge base”, capítulo 19: “Diet and prevention of cardiovascular diseases”.